Formiga – Monomorium pharaonis

Formiga – Monomorium pharaonis
Dedetização

As formigas tem sucesso em uma grande quantidade de ambientes, pois podem utilizar-se de uma grande variedade de alimentos. Elas freqüentemente se alimentam de diversos produtos afim de aproveitar os recursos disponíveis no ambiente em que vivem.

Elas utilizam uma grande variedade de plantas e matérias animais, mas muitas espécies mostram preferência por alimentos ricos em açúcar, carboidratos, óleos e proteínas. Algumas espécies são predadoras eficientes de outros insetos e aranhas e mais de 30% da dieta das formigas é oriunda de artrópodos.

As operárias não se alimentam de sólidos, mas usam suas mandíbulas para quebrar alimento sólido e aproveitar os líquidos oriundo destes. Os alimentos líquidos são armazenados em um papo que posteriormente é passado para outras operárias, larvas, e rainha(s). Este fenômeno de transferência de alimento é denominado trofalaxia.

>Larvas de estágios mais avançados podem digerir alimento sólido. As operárias oferecem pedaços de alimentos que são depositados em uma bolsa infrabucal. As larvas regurgitam enzimas digestivas que digerem o sólido tornando-o líquido. As operárias coletam este alimento digerido e passam por trofalaxia para as demais membros da colônia. O alimento fornecido para as operárias é rico em proteínas e óleos, já as operárias alimentam-se de substâncias ricas em açúcares e carboidratos.

>As preferências alimentares podem estar relacionadas com eventos que ocorrem na colônia, tais como vôo nupcial, produção de cria ou preparação para um inverno rigoroso.

Dedetização

• Os técnicos farão uma inspeção bastante detalhada identificando as áreas e as espécies infestantes. Depois de realizada a inspeção o técnico verifica se o ambiente está adequado para a realização do serviço.
• Após a inspeção, começar a aplicação pela pulverização nas possíveis áreas de infestação das aranhas.
• A pulverização consiste em aplicar produto líquido em toda a área do chão, alto da parede e no meio de entulhos.
• Pode-se aplicar o produto líquido com a atomizadora, dependendo do grau de infestação. Essa aplicação visa atingir partes que na pulverização normal não atinge.
• Aplicar pó seco nos olheiros (buracos), a fim de atingir todo ninho, porem não é toda vez que dá para identificar esses olheiros.
• Colocação de iscas para formigas.
• Estes insetos percebem o ambiente infectado por praguicidas, e estes podem se recolher em suas colônias.

As técnicas de aplicação:

PULVERIZAÇÃO – É a mais comum das técnicas de aplicação. Usando um pulverizador o inseticida é diluído em água (no tanque do pulverizador) e depois de fechado é feito o bombeamento através de uma alavanca manual que pressuriza o líquido, apertando-se o gatilho da lança a calda inseticida sai através de um bico dosador e pode ser aplicada nas superfícies ou nos locais de infestação. Essa técnica permite a aplicação de inseticidas líquidos, formulados em Concentrado Emulsionável, Suspensão Concentrada, Micro-encapsulado e Pó Molhável.

ATOMIZAÇÃO – É quando usa-se um atomizador com motor à gasolina de 2 tempos. O motor faz girar uma ventoinha que gera um turbilhão de “vento” num duto e na saída desse é liberado a calda inseticida que devido a força do “vento” vindo pelo duto “quebra” a calda inseticida em partículas finas ou seja atomizadas. A vazão é controlada com um registro com 4 níveis de abertura. Essa técnica também permite a aplicação de inseticidas líquidos, formulados em Concentrado Emulsionável, Suspensão Concentrada, Micro-encapsulado, Pó Molhável.

Efeito dos inseticidas:

Desalojante – Provoca a saída do inseto de seu esconderijo. Essa característica vai depender do grupo químico e da molécula do principio ativo do inseticida. Geralmente os inseticidas líquidos formulados em concentrado emulsionável causam esse efeito desalojante. Choque – Elimina instantaneamente o inseto. Essa característica é importante quando não se deseja que insetos saiam perambulando pelo ambiente depois da aplicação. A molécula do inseticida tem um efeito knock-dow e em cerca de 1 minuto mata os insetos.

Residual – Garante ação inseticida por longo tempo. Essa característica vem sendo questionada e hoje não existem muitos inseticidas para uso urbano que deixem um longo tempo de residual no ambiente tratado pois, com as questões ambientais em evidência no mundo todo não é mais aceitável que um inseticida permaneça por longos períodos no ambiente como era a principal característica do grupo químico dos Organoclorados = DDT (hoje proibidos).

Cuidados

• Todas as pessoas deverão sair do local, durante o mínimo de 12 horas. Recém nascido, gestantes, pessoas alérgicas ou com problemas respiratórios deverão afastar-se do local pelo prazo mínimo de 24 horas.
• Animais de qualquer espécie deverão afastar-se do local pelo prazo mínimo de 12 horas.
• Brinquedos, calçados, utensílios e pessoas devem ser retirados das áreas do chão.
• Todas as pessoas que acompanham a aplicação deverão usar máscara contra inseticida, não podendo comer, beber ou fumar durante a aplicação e 30 minutos após. Depois do serviço deve-se lavar as mãos e o rosto com água corrente. Não podem acompanhar o serviço gestantes, pessoas alérgicas ou com problemas respiratórios.

Prevenção

• Recolher restos de alimentos e qualquer outro tipo de lixo em recipientes adequados.
• Vedar frestas de pisos, azulejos, portais e de outros locais que ofereçam condições de abrigo para as formigas.
• Não acumular madeira em locais úmidas.
• Observar a presença de formigueiros em vasos de plantas e jardineiras.
• Excluir a prática de fazer pequenos lanches na mesa de trabalho, protegendo os teclados dos computadores das migalhas de pão, biscoitos, etc…